Um casal foi preso por cárcere de privado de mulheres para prostituição

A PCMG (Polícia Civil de Minas Gerais) prendeu, em Boa Esperança, Sul de Minas, na noite dessa quarta-feira (8/12), um casal suspeito de manter uma casa de prostituição ilegal, de prostituição de adolescente e ainda manterem mulheres em cárcere privado para praticar a prostituição.

Reprodução: Internet

Eles tomavam os telefones, documentos e dinheiro das vítimas e as mantinham presas, trancadas na casa com cadeado.

Os presos são um homem de 36 anos e uma mulher de 33. Durante o trabalho da polícia judiciária, eles negaram todos os crimes, entretanto, sete mulheres que frequentavam a boate e testemunhas, confirmaram os fatos à polícia.

A equipe policial coletou fotos dos ambientes, recolheu cadernos de anotações e elementos de prova que não deixam dúvida da prática do crime. O lugar não tinha nenhuma higiene, com sujeira e forte fedor.

Cinco das sete mulheres ouvidas disseram que nem sequer recebiam o pagamento dos programas que faziam: os donos da boate “inventavam” dívidas e retinham os valores que cabiam a elas.

O preso foi levado para o presídio de Boa Esperança e a mulher ao presídio de Varginha.

Fonte: Estadão de Minas


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s