Justiceiro é preso após denúncia de esposa; a mulher ligou para a PM enquanto o homem matava um suspeito de estupro

Uma ligação de emergência para o 190 foi decisiva na investigação de um homicídio em Mateus Leme, na região Central de Minas, nesta quarta-feira (25).

Anúncios

O suspeito, de 39 anos, teria feito justiça com as próprias mãos, e executou um homem, de 37, que teria estuprado uma mulher. Entretanto, a chamada toma um rumo diferente.

“Estava dormindo e ouvi um barulho. Quando saí com meu marido, tinha um cara estuprando uma menina aqui atrás da minha casa. Eu e meu marido seguramos ele”, disse a companheira do suspeito, assim que acionou a Polícia Militar pelo 190.

Anúncios

Momentos depois, é possível ouvir um barulho de tiro, e ela se assusta. “Socorro, alguém chegou aqui!”

O que a PM ainda não sabia era que o próprio companheiro dela tinha acabado de executar o desafeto, que teria cometido o crime sexual.

Anúncios

Segundo o delegado Diego Nolasco, da Polícia Civil, o suspeito tem histórico de tentar fazer justiça com as próprias mãos em relação a casos de estupro e assédio sexual, e seria ligado ao tráfico de drogas na região.

Em 2011, segundo a entidade, ele teria cometido crime semelhante, quando supostamente matou e queimou o corpo de um homem com fama de pedófilo. A Polícia Civil segue investigando o caso.

Anúncios

Um comentário sobre “Justiceiro é preso após denúncia de esposa; a mulher ligou para a PM enquanto o homem matava um suspeito de estupro

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s