TVI NOTÍCIAS

Escola infantil é investigada por maus-tratos; as crianças eram amarradas e uma veio a óbito

A  Escola de Educação Infantil Colmeia Mágica, na Vila Formosa, Zona Leste de São Paulo, está sendo investigada por maus-tratos após um vídeo ser divulgado onde mostram bebês amarrados e em uma cadeirinha dentro do banheiro.

Anúncios

Na mesma instituição morreu Heloisa Vitoria Teodoro, em 2010, na época com 3 meses após sofrer parada cardiorrespiratória.

Na época a criança foi socorrida pela diretora Roberta Regina Rossi Serme, mas segundo o hospital, já chegou na emergência sem vida.

Anúncios

O caso de 2010 foi registrado no 30º DP do Tatuapé, como morte suspeita e a investigação foi encerrada.

Arquivo Pessoal

Segundo Cristina Gardão da Silva, a mãe da menina, o laudo informou que a filha morreu por “asfixia mecânica por agente físico”.

Anúncios

O Portal G1, entrevistou Cristina, que relatou que após novas investigações serem levantadas contra a escola após 12 anos da morte de sua filha, ela foi convocada pela 8ª Delegacia Seccional para depor novamente.

A mãe também falou ao G1 que diante das novas suspeitas de maus-tratos, ela pediu para que o caso de sua filha seja reaberto para mais investigações.

“Após ver esses vídeos de maus-tratos, espero agora que o caso de minha filha seja reaberto para investigar o que realmente aconteceu com ela para ter morrido… À época me falaram que o caso havia sido arquivado por falta de provas e esclarecimento, mas o laudo apontou que ela foi asfixiada. Não entendo porque a polícia deixou de apurar isso”, disse Cristina.

Reprodução: Internet

O vídeo em que Cristina se refere, ficou conhecido nos últimos dias, nele mostra dois bebês em uma cadeirinha própria para idade, com os braços amarrados com pano, como uma camisa de força. Ambos choram e a pessoa que está filmando só mostra suas mãos com dois pratos de comida. A defesa da escola alega que o vídeo é uma montagem.

Anúncios

Outros familiares já haviam denunciado a escola, no 41ºDP da Vila Rica, foi registrado o caso de uma criança de 2 anos que ficou sob cuidados da instituição.

Segundo a mãe, professores relataram que as crianças ficavam de castigo na sala da diretora, presas em banheiros no período de desfralde. 

Anúncios

“As professoras falaram que não sabiam o que acontecia lá dentro, mas ouviam os gritos dele chorando muito e ela [diretora] gritando mandando ele calar a boca.” e que uma professora alegou que a diretora já havia jogado água no rosto do menino, relatou a mãe ao portal. 

Atualmente a Polícia Civil realizou busca e apreensão na escola de sete lençóis para comparar com os usados no vídeo para amarrar as crianças e três celulares, sendo o da diretora Roberta, da filha dela e da irmã da diretora.

Anúncios

Os portões da escolinha foi pichado por pessoas como frases como: “crime”, “neonasistas”, “desumano”, “mals-tratos”, “Justiça”, “lixo”, “demônio”, “Deus ta vendo”. Na segunda (14), tinta preta foi passada em cima das palavras. 

Um comentário em “Escola infantil é investigada por maus-tratos; as crianças eram amarradas e uma veio a óbito”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s