TVI NOTÍCIAS

Feto de 20 semanas é encontrado dentro de vaso sanitário em Minas Gerais

Na tarde desse domingo (6), a Polícia Militar foi acionada na avenida Washington Luiz, no bairro Santa Rita, em Governador Valadares, após uma jovem encontrar um feto no vaso sanitário da sua residência.

Anúncios

De acordo com informações da jovem, ela desconfiava que sua irmã estaria grávida há um certo tempo, e chegou orientá-la fazer o teste de gravidez. A jovem conta ter visto, várias vezes, roupas da irmã com marca marrom, aparentando ser sangue.

Segundo relatos da suspeita do crime, na madrugada de domingo, ela sentiu fortes dores de barriga, momento que percebeu um grande sangramento na parte íntima. A irmã dela relata que pela manhã, viu ela no banheiro com a pele pálida e muito sangue no chão. A jovem, de 22 anos, foi socorrida ao Hospital Municipal da região pela mãe.

Anúncios

A irmã da suspeita percebeu que o vaso da casa estava entupido, momento que desconfiou que sua irmã teria abortado o bebê.

Reprodução: Polícia 24h

O pai das jovens retirou o vaso do lugar, encontrando um bebê, que segundo informações dos militares, já estaria com cerca de 20 semanas de vida. A suspeita negou ter feito o aborto provocado.

Anúncios

A mãe das jovens disse à PM, que desconfia que um vereador da cidade seja o pai do bebê, pois, ele flertava com a moça, dava presentes e mandava mensagens obscenas para ela.

A placenta foi recolhida pelo hospital e aguarda requerimento da polícia para ser avaliada. O celular da suspeita foi apreendido devido às informações repassadas aos militares, pois ele poderá conter provas do suposto crime de aborto, além de conversas com o suposto pai da criança.

Anúncios

A suspeita do crime foi encaminhada à Delegacia da Polícia Civil onde confessou aos polícias que havia tomado o medicamento Cytotec, para induzir o aborto, com a ajuda de um indivíduo que ela disse ser o suposto pai do bebê.

Conforme relatado pela PM, os familiares não concordaram com a história contada pela jovem, e pediram para ser feito um exame de DNA, pois eles desconfiam que a história apresentada foi para desviar o foco do verdadeiro autor e cúmplice do crime. A Polícia Civil segue investigando o caso.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s