Bombardeio russo provoca incêndio na maior usina nuclear da Europa

Um ataque a mísseis russo provocou um incêndio na usina nuclear de Zaporizhzhia, a maior da Europa, localizada na cidade ucraniana de Enerhodar.

Anúncios

De acordo com informações do prefeito local, o fogo teria começado nas primeiras horas da manhã desta sexta- feira (04) – 21 horas de quinta-feira, pelo horário de Brasília.

A informação também foi confirmada pelo ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, pelas redes sociais.

Na publicação, Kuleba pede o cessar-fogo no local, para que as chamas sejam controladas, destacando que uma explosão em Zaporizhzhia seria “10 vezes pior que Chernobyl”.

Anúncios

“O exército russo está atirando de todos os lados contra a central nuclear de Zaporizhzhia, a maior usina nuclear da Europa. O fogo já começou. Se explodir, será 10 vezes maior que Chornobyl! Os russos devem cessar imediatamente o fogo, permitir os bombeiros, estabelecer uma zona de segurança”, escreveu.

Em entrevista à televisão ucraniana, o porta-voz da usina, Andriy Tuz, afirmou que projéteis russos estavam caindo diretamente sobre as instalações em Zaporizhzhia, dando início às chamas em um os seis reatores.

Anúncios

O representante também informou que, devido a obras de reparo, o reator atingido não está operando, porém, alertou que ainda há combustível nuclear dentro dele.

O porta-voz também reforçou a informação de Dmytro Kuleba a respeito da existência de conflitos na região. Segundo Andriy Tuz, soldados russos estariam disparando contra as equipes de bombeiros, não permitindo que eles acessassem o local.

“Exigimos que parem com o fogo de armas pesadas. (…) Há uma ameaça real de perigo nuclear na maior estação de energia atômica da Europa”, ele enfatizou às equipes de televisão.

Anúncios

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), que é vinculada às Nações Unidas, informou em seu perfil oficial no Twitter que, de acordo com o órgão regulador do país – o Ministério da Energia da Ucrânia -, não houve mudança nos níveis de radiação na usina de Zaporizhzhia, e que seguirá em contato com as autoridades locais para monitorar a situação.

“O regulador da Ucrânia disse à AIEA que não houve nenhuma mudança relatada nos níveis de radiação no local da Usina Nuclear de Zaporizhzhia”.


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s