Em Alta: “180” de DJ Alok e GR6 pede fim da violência doméstica; clipe ultrapassa 7 milhões de acessos

Separamos este espaço para te apresentar “180“, música de DJ Alok e GR6 laçada no dia 26 de agosto deste ano no Youtube, e já disponível em todas as plataformas digitais.

180” não é só uma música, é um projeto que tem como objetivo principal a campanha sobre o fim da violência contra a mulher, contribuindo para um discurso mais abrangente e real sobre as causas para esse crime que tem se tornado mais comum do que se imagina. O projeto ainda celebra o “Agosto Lilas” e os 15 anos de existência da Lei Maria da Penha.

O projeto é envolvido por uma equipe de peso. O DJ goiano Alok tem parceria do DJ Victor, os MCs Hariel, Dricka, Davi, Marks e Leozinho ZS e conta com atuação de Luíza Brunet no clipe.

“Para mim, ‘180’ é uma música urgente e atemporal. Um tema a ser sempre debatido até o dia que a gente não precise mais ler, nem ouvir que as mulheres continuam sendo agredidas seja verbal, moral ou fisicamente. Aquele que não luta pelo outro, já desistiu de si mesmo. Fica o meu convite a ouvir 180 e fazer parte desse movimento de conscientização e transformação”

diz Alok.

“Mais que uma música, pretendemos que o projeto 180 atinja o coração e a mente dos brasileiros para essa grave questão social, exigindo mudanças efetivas”

destaca Hariel, 23 anos

Além dos dados alarmantes de uma realidade presente no Brasil, a música também é baseada na vida dos próprios artistas incluindo MC Hariel, que viu sua própria mãe ser agredida pelo pai, e de Luíza Brunet, a atriz que foi vítima de violência doméstica. No clipe é exposto como acontece a violência em si, dando ênfase a importância de se entender que atinge todas as esferas, não escolhendo cor, raça ou classe social.

No Youtube do canal GR6 Explode, a música 180 já ultrapassa a marca de 7,5 milhões de acessos, mesmo com uma semana de lançamento, a música configura em oitavo lugar nas músicas em alta.

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA NO BRASIL

Dados divulgados pelo Ipec, mostra em no ano passado (2020), 13 milhões de mulheres disseram ter sido alvo de ofensa, agressão física ou sexual, ponderando um dado alarmante: a cada minuto, 25 brasileiras sofrem algum tipo de violência dosméstica.

Segundo pesquisa Datafolha, há um aumento de agressões dentro de casa, que passaram de 42% para 48,8%. As agressões na rua diminuiram, passando de 29% para 19%. A pesquisa apontou que cresceu a participação de companheiros, namorados e ex-parceiros nas agressões. Quando é analisado violência acima de 50 anos, cresceu a participação de filhos e enteados como autores dos crimes.

Para ajudar a combater este crime, o governo federal oferece os seguintes canais de denúncia:

  • Disque 100
  • Ligue 180
  • WhatsApp (61) 99656-5008
  • Telegram no canal Direitoshumanosbrasilbot
  • Aplicativo “Direitos Humanos Brasil” disponível para iOS e Android.

Por: André Santos | @dehsantos.oficial


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s